Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

XÔ, DOENÇAS DE INVERNO!

Atualizado em: 28/08/2018 às 15h48

28ago18 Todo inverno é sempre parecido, janelas fechadas em casa e no trabalho, resfriados, gripes, tosse e uma série de “ites”: sinusite, rinite, bronquite… Mas saiba que apesar de vírus e bactérias “circularem” nos nossos ambientes, é possível evitar o protagonismo de algumas doenças típicas do inverno. Conversamos com especialistas que dão dicas valiosas para a nossa saúde nos períodos de frio intenso.

 

Fausto Nakandakari, otorrinolaringologista do Hospital Sírio Libanês, recomenda evitar compartilhar copos e talheres. No transporte público, como o ônibus, deixe a janela um pouco aberta. As recomendações das avós e nossos pais não deixam de ter razão, explica o médico do Sírio Libanês.  “Sabemos que pegamos resfriado através do vírus, mas, quando nosso corpo tem algum estresse, como noite mal dormida, alimentação ruim, tomar friagem, isso favorece a baixa da imunidade.  Logo, esses cuidados caseiros estão recomendados, como evitar tomar chuva, se agasalhar bem”, afirma Nakandakari.

 

Spray nasal com remédios na sua formulação por conta própria, jamais.  Alguns podem causar dependência e fazer mal ao coração, alerta o especialista. Se for spray de soro fisiológico, ok.

 

O infectologista Hélio Bacha, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), reforça a importância da  prevenção através de vacinas – gripe e meningite são fundamentais.

 

“Mas é preciso tomar no período certo, com antecedência. Ou seja, quando o inverno chegar já devemos estar imunes”, diz Bacha. Para ficar livre de ácaros, vale a antiga estratégia: antes de usar cobertores e casacos que estavam meses guardados, lave-os!

 

“Eles acumulam ácaros, poeiras e aí vêm a rinite e outros problemas de alergia. Muita gente fica com crise de asma por conta disso”, alerta o infectologista.

 

Tomar muito líquido, sempre. Independente da estação do ano. ” A gente esquece de tomar líquido no inverno, principalmente os idosos.  Nos extremos de idade, as complicações são maiores por doenças respiratórias. Por isso, não deixe de ingerir bastante líquido e de lembrar o idoso de fazer o mesmo”, fala Bacha.

 

Banho quente

A dermatologista Denise Steiner lista alguns erros cometidos com a pele no inverno. Pela temperatura fria e por suar menos, tomar banho mais quente deixa a pele mais ressecada. E pode descamar e ficar mais irritada.

 

Como manter a pele saudável no frio? Primeiro: nada de banhos demorados e com água muito quente. “Usar sabonete mais neutro, além de hidratantes no corpo e no rosto ao menos uma vez ao dia. No corpo, ideal aplicar o hidratante após o banho. Recomendamos produtos com ureia, ceramidas, glicerina e óleos naturais. Já no rosto, quem tem pele seca pode abusar do creme hidratante. Se for oleosa, vale a loção”, ensina Denise Steiner.

 

Aulas de natação

 

A atividade física não tem contra-indicação no inverno para pessoas saudáveis.  Mas se a pessoa está com resfriado forte ou rinite crônica, por exemplo, tudo bem interromper durante alguns dias para recuperação.

 

Natação é facilmente deixada de lado durante o inverno. Bruno Franco, CEO da BTFIT, plataforma digital de exercícios da academia Bodytech, alerta que o aluno precisa saber se a piscina é tratada com sal ou cloro. “Algumas pessoas são mais sensíveis a alergia nesta época do ano e não se adaptam ao cloro ou ao sal. Vale a pena ficar atento. Talvez a piscina não tenha o tratamento mais adequado. Às vezes, não é a questão de deixar de fazer atividade física porque eventualmente tem algum desconforto na piscina. É procurar uma piscina com tratamento adequado”, recomenda Bruno Franco.

 

Veja como se prevenir de diversas doenças aqui

 

Fonte: JovemPan

 

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações