Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

Vacinação de homens contra o HPV: conheça a importância

Atualizado em: 16/03/2018 às 18h47

Em função de as mulheres serem as maiores vítimas do Papilomavírus Humano (HPV), muitos podem pensar que a imunização contra a doença só tem importância para elas. Esse é o seu caso? Pois saiba que os homens também podem ser amplamente beneficiados pela vacinação.

 

No sexo masculino, o vírus pode ocasionar câncer na orofaringe, que engloba boca, faringe e amígdalas, e também os de pênis e de ânus, além de contribuir para a formação das verrugas genitais pelos subtipos 6 e 11 da doença.

 

O HPV possui mais de 200 subtipos, os quais, em boa parte, ocasionam somente as verrugas, e aproximadamente 20 a 30 deles se alojam na área genital. Dois deles, o HPV-16 e o HPV-18, são os mais temidos por estarem relacionados ao câncer de útero.

 

Vacinação contra o HPV foi ampliada pelo Ministério da Saúde

 

Em 2017, o Ministério da Saúde anunciou a ampliação da proteção contra o HPV. A vacina quadrivalente, ou seja, que protege contra quatro subtipos da enfermidade (6, 11, 16 e 18), agora é liberada tanto para homens quanto para mulheres.

 

Até isso acontecer, a vacinação só era liberada para o público feminino. Hoje, porém, meninos também podem se prevenir dos vírus responsáveis por verrugas genitais e o câncer, além de evitar a disseminação do vírus pelas relações sexuais.

 

Importância da vacinação de homens contra o HPV

 

Pelo que mostramos até aqui, é possível que você já esteja convencido da importância de os homens também se vacinarem, não é mesmo?

 

E, para quem possa achar estranho que um menino precise se vacinar contra uma doença sexualmente transmissível, isso é importante pois, a partir do momento em que sua vida sexual começar, ele já estará imunizado há um bom tempo, fazendo com que se aumente o impacto da vacina.

 

Caso haja algum receio sobre a segurança do paciente, saiba que a vacina contra o HPV é segura e recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Ela já vem sendo utilizada em aproximadamente 100 países, entre os quais não houve registros de evidências que pudessem colocar em dúvida a segurança desse tipo de imunização.

 

O que pode haver, como na maioria das vacinas, são reações brandas, como dor local e dor de cabeça e febre.

 

Como é feita a vacinação

 

Como dissemos, homens e mulheres podem se vacinar. O procedimento é realizado por meio de injeções intramusculares que são aplicadas em três doses de 0,5ml com um intervalo de dois a seis meses.

 

É importante que a sociedade comece a se convencer sobre a importância da vacinação contra o HPV para os homens, já que essa é uma realidade apresentada há pouco tempo aqui no Brasil.

 

Para que isso aconteça, é interessante que os pediatras e professores repassem essas informações aos pais. Dessa forma, aqueles que não ainda sabem sobre a vacina para os meninos, possam aplicá-la o quanto antes.

 

Quer mais informações sobre a vacinação contra o HPV para os homens para que possa se imunizar ou contribuir para a prevenção de algum familiar? Então entre em contato agora mesmo com a CLIMEP!

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações