Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

Vacina do HPV contra 9 subtipos do vírus é registrada pela Anvisa

Atualizado em: 26/01/2018 às 12h07

 

Em dezembro de 2017 a Anvisa registrou uma nova vacina do HPV (Papiloma Vírus Humano). Sua aplicação é direcionada a meninos e meninas entre 9 e 26 anos de idade.

 

Com a dose da vacina, os adolescentes estão protegidos contra a transmissão do vírus HPV, responsável pelo câncer de colo do útero, ânus, vulva e vagina; lesões pré-cancerosas ou displásicas; verrugas genitais e infecções persistentes.

 

O Papiloma Vírus Humano é transmitido quando há contato com a pele. Por conta isso, pode ser considerado também uma doença sexualmente transmissível. Além desse, há outros meios de transmissão: pelo sangue, roupas, beijos, no momento do parto ou, ainda, através de objetos contaminados pelo vírus.

 

Acompanhe nosso artigo e tire suas dúvidas sobre a nova vacina do HPV. Saiba como proteger a sua família, seu bem mais precioso.

 

Vacina do HPV protege contra + 5 subtipos do vírus

 

A primeira vacina do HPV já previne a transmissão de 4 subtipos do vírus, sendo o 6, 11, 16 e 18. A nova versão – cujo medicamento é o Gardasil 9 e foi registrada pelo laboratório Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda – protege o público alvo contra a transmissão de mais 5 subtipos, que são o 31, 33, 45, 52 e 58.

 

Nas mulheres entre 9 e 26 anos de idade, a vacinação com o novo medicamento é indicada para a prevenção das seguintes doenças:

 

  • Câncer do colo do útero causado pelos subtipos 16, 18, 31, 33, 45, 52 e 58 do HPV.
  • Verrugas genitais causados pelos subtipos 6 e 11.
  • Neoplasia intraepitelial vulvar (NIV) de grau 1, 2 e 3.
  • Neoplasia intraepitelial vaginal (NIVA) de grau 1, 2 e 3.
  • Neoplasia intraepitelial anal (NIA) de grau 1, 2 e 3.
  • Infecções, lesões pré-cancerosas e displásicas causadas pelo HPV do tipo 6, 11, 16, 18, 31, 33, 45, 52 e 58.

Já nos homens, também na faixa etária de 9 a 26 anos, a proteção da vacina do HPV se estende à prevenção dos seguintes quadros:

 

Câncer do ânus causado pelos subtipos 16, 18, 31, 33, 45, 52 e 58.
Neoplasia intraepitelial anal (NIA) de grau 1, 2 e 3.
Verrugas genitais causadas pelo HPV 6 e 11.
Infecções persistentes, lesões pré-cancerosas ou displásicas causadas pelos subtipos 6, 11, 16, 18, 31, 33, 45, 52 e 58.

 

Como escolher a melhor clínica para receber a vacina do HPV?

 

Apesar de a vacina ser disponibilizada pela rede pública de saúde, com destaque para as campanhas em âmbito nacional, nada melhor do que contar com o conforto de uma clínica de vacinas experiente no que faz, certo?

 

A Climep é a melhor opção para você que mora em Belém do Pará, Ananindeua e região. São mais de 40 anos no mercado!

 

Além de disponibilizar uma grande diversidade de vacinas, tanto para bebês e crianças quanto para adultos e idosos, a Climep oferece alguns diferenciais, tais como:

 

Vacinação domiciliar;
Vacinação empresarial;
Programas específicos de vacinação para a família;
Imunoterapia;
Acesso online para pacientes.

 

Agora que você já conhece todos as vantagens da Climep e tirou suas dúvidas sobre a vacina do HPV, que tal agendar a sua vacinação? Entre em contato conosco e solicite atendimento. Até a próxima!

 

 

Leia também:

Postos de saúde e Climep: quais as diferenças?
Vacina contra a dengue também pode funcionar contra a zika
Vacinação anual contra a gripe: por que é importante?
Vírus HPV atinge mais da metade dos jovens entre 16 e 25 anos
Por falta de higiene, mil brasileiros têm o pênis amputado todos os anos

banner com chamada para vacinação

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações