Aperte “Enter” para pesquisar

Serviços

Controle Osteoporose

A osteoporose é uma doença silenciosa que se complica ainda mais com as fraturas, que podem ocorrer após um trauma mínimo. É caracterizada por perda da massa, deterioração do tecido, desarranjo da arquitetura e comprometimento da força óssea com aumento no risco de fratura. Mais de 1/3 das mulheres adultas terão uma ou mais fraturas causadas por osteoporose.

 

Essa doença pode ser prevenida, diagnosticada e tratada antes que ocorra qualquer fratura e, mesmo após a ocorrência da primeira, existem tratamentos efetivos para diminuir o risco de novas.

 

Fraturas e suas complicações são sequelas clinicamente relevantes da osteoporose, mais comuns nas vértebras, fêmur proximal e pulso. Grande parte das fraturas resultantes da osteoporose produz mudanças esqueléticas, como deformações e diminuição da estrutura, com um componente doloroso importante, que podem levar à invalidez e até à morte.

A Osteoporose é causa, principalmente, pela perda de massa óssea. E essa perda por ocorrer por:

 

– Avanço natural da idade;

 

– Mau funcionamento do processo de reabsorção óssea;

 

– Redução de Cálcio (Sobretudo, porque o Cálcio é fundamental para a formação dos ossos. E se o corpo não receber a quantidade diária necessária desse mineral, o organismo estará completamente disposto a desenvolve a doença);

 

– Redução da Vitamina D (Presente no Sol, a Vitamina D é essencial para o desenvolvimento ósseo. Por isso que é extremamente importante se expor diariamente por, no mínimo, 15 minutos à luz solar – antes das 10h da manhã ou após às 16h da tarde);

 

– Menopausa (Entre as principais funções do estrógeno está a de fixar o cálcio nos ossos. E quando a mulher entra nesse período, há diminuições drásticas de absorção da proteína. Por isso que a reposição de cálcio para as mulheres nesse período é de extrema importância);

 

– Histórico Familiar (A Osteoporose não é uma doença hereditária. No entanto, a absorção de Vitamina D é passada de pai para filho. E como o baixo índice de Vitamina D no organismo é um dos principais fatores de origem da Osteoporose, é sempre importante ficar atento aos casos da doença na família);

 

– Tabagismo e Álcool (Ambas as substâncias prejudicam o estoque de cálcio no corpo, danificando assim a estrutura das células que são determinantes no desenvolvimento ósseo);

 

– Sedentarismo (No caso da Osteoporose, o ato de não praticar atividades físicas, por exemplo, dificulta a fortificação dos ossos, tornando o organismo mais propenso ao desenvolvimento da doença);

 

– Má Alimentação (O fato de não ter bons hábitos alimentares é prejudicial para a saúde em qualquer perspectiva. Mas para a Osteoporose, os baixos índices de vitaminas e minerais são fatores determinantes para a propensão da doença).

Apesar de ser uma doença silenciosa, há alguns sinais importantes a serem observados para a identificação da Osteoporose:

– Sensibilidade e Dor nas articulações e ossos;

– Dores na lombar e no pescoço devido a lesões na coluna;

– Diminuição da estatura, ocasionada por conta dos danos aos ossos.

Apesar de ainda não ter cura definitiva, há tratamentos que ajudam a retardar o desenvolvimento da Osteoporose. O programa de prevenção da CLIMEP conta com o uso do Bifosfonato, medicamento que ajuda no aumento da Densidade Mineral Óssea (DMO) e na diminuição do número de fraturas.

 

Outras medidas que ajudam na prevenção e no tratamento da Osteoporose, são:

– Prática de exercícios físicos;

– Evitar cigarro e álcool;

– Alimentação saudável e balanceada;

– Tomar sol, de preferência antes das 10h e depois das 16h.

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações