Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

Sarampo no Brasil: existe risco de epidemia?

Atualizado em: 03/04/2018 às 11h19

Uma notícia vem assustando os moradores da região Norte do país. É que desde Fevereiro de 2018 foram registrados novos casos de Sarampo, começando pelo estado de Roraima, fronteira com a Venezuela, gerando aqui no Brasil um surto repentino da doença.

Livre do Sarampo desde 2015 e com o certificado de eliminação da doença desde 2016, os habitantes de toda a região Norte viram o cenário mudar rapidamente com os primeiros casos, que foram de Venezuelanos que entraram na região por conta da grave crise econômica e política instaurada no país vizinho.

Vamos entender agora mais sobre a doenças e os riscos que pode causar para toda a população que não estiver devidamente imunizada contra a doença.

O vírus do Sarampo está circulando na região Norte do Brasil

O Sarampo é uma doença altamente contagiosa que pode trazer várias consequências para quem acaba recebendo o vírus, inclusive sendo reconhecida como uma das doenças que mais causam mortes entre as crianças no mundo. Os primeiros casos de Venezuelanos acabaram disseminando a doença, que agora já atingiu vários brasileiros.

Nas últimas semanas, já haviam sido registrados 40 casos confirmados em Roraima, com mais de 100 que estavam sendo investigados

Existe risco de epidemia do Sarampo no Brasil?

O Ministério da Saúde, identificando a difícil situação da região, vem agindo para distribuir unidades da vacina para evitar uma epidemia.

Já que a forma de contágio da doença pode se dar através de gotículas do nariz ou da boca de quem está com o vírus, os riscos da doença se espalhar ainda mais são grandes.

É preciso agir e se prevenir o quanto antes para impedir que a doença se alastre ainda mais para outros estados e municípios. Os sintomas só costumam aparecer com cerca de 10 dias após o contágio, e geralmente são:

  • Febre Alta;
  • Olhos Avermelhados;
  • Manchas brancas dentro da boca;
  • Coriza no nariz;
  • Manchas avermelhadas na pele começando no rosto.

Como se prevenir contra o Sarampo?

A melhor forma de se prevenir contra o Sarampo é se vacinando. E um dos benefícios da vacina contra a doença é que ela se torna ainda mais segura por proteger também cada pessoa da Rubéola e da Caxumba. Essa vacina é a chamada Tríplice Viral, ou Triviral, justamente por combater todas essas doenças ao mesmo tempo.

A indicação de dosagem deve ser seguida a risca para não permitir o desenvolvimento da doença:

  • Em Adultos: a indicação é de duas doses sejam aplicadas ao longo da vida;
  • Em Crianças: a primeira dose precisa ser aplicada com 1 ano de idade, a segunda quando a criança estiver com idade entre 1 ano e 3 meses e 2 anos, respeitando que a diferença de tempo entre as dosagens seja de 30 a 60 dias.

Contraindicações da vacina contra o Sarampo

As únicas contraindicações para a vacina contra o Sarampo são para mulheres em período de gestação, pessoas com imunidade baixa por conta de outras doenças ou pacientes que já estejam fazendo uso de alguma medicação no momento.
Lembrando que a vacina só pode ser aplicada em hospitais, centros hospitalares ou clínicas aptas a realizarem o procedimento.
Para conseguir se prevenir o quanto antes dessa doença tão perigosa, entre em contato com a CLIMEP para agendar sua vacina. Não espere para depois, já que Sarampo é um assunto sério e precisa ser novamente eliminado no Brasil.
Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações