Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

PREVENIR – SEM DÚVIDA – É MELHOR

Atualizado em: 18/04/2018 às 11h19

Algumas horas dedicadas à atualização das vacinações podem evitar perdas de semanas ou meses doente em casa, quando não no hospital, ou UTI, arriscando sequelas incapacitantes vitalícias e até a própria interrupção precoce da existência. Prevenir é melhor

 

18abr18, NBellesi, CLIMEP – Um dos mais práticos e econômicos cuidados de saúde é a vacinação. Cuidados alimentares, exercício físico, cuidados com a pele, com a higiene mental necessitam de atenção contínua durante toda a vida. As vacinações, não. Após os primeiros dois anos de vida – período em que se concentra a maior parte das vacinações – três ou quatro visitas iniciais à Clínica e mais uma visita anual são suficientes para atualizar e manter atualizadas as vacinações por toda a vida.

 

As vacinações da infância do adulto de hoje foram muito diferentes das vacinações contemporâneas: novas vacinas foram desenvolvidas e para algumas das velhas, doses de reforço podem ser necessárias. Tudo isso, como referido, em apenas algumas poucas visitas e, para quem está impedido de sair, chame o vacine em casa.

 

Vacinação é muito econômica, mais do que praticamente todos os itens do orçamento doméstico, incluindo o dinheirinho para o lanche da escola, o seguro do carro, a manicure e o cabeleireiro, a academia, só para efeito de comparação. Vacinação é uma despesa pontual. Todos os demais itens são despesas por muitos anos, quando não por toda a vida. E prevenir – ninguém tem dúvida – é melhor.

 

Quando as vacinações foram realizadas no posto de saúde, ou há mais de um ano não as atualiza, convém passar na Clínica para avaliação da condição vacinal e programa de atualização para todas as vacinações indicadas para sua idade, conforme condição de saúde, antecedentes mórbidos, disponibilidade de tempo, local de residência e suas preferências.

 

Mantendo as vacinações atualizadas, um dos itens que devem ser observados antes de viagem, não irá mais lhe tomar o tempo e nem trazer constrangimentos: algumas vezes a viagem precisa ser alterada pela indisponibilidade de documentos atualizados de vacinação.

 

E muito importante: quando você está vacinado e imunizado não hospeda agentes de infecções e doenças correspondentes nem para si nem para disseminá-los e, portanto, estará protegendo também seus familiares e outras pessoas de seu convívio mais próximo.

 

NBellesi, médico infectologista e imunoalergologista, CRM-PA 765, RQE 2483 e RQE 5110, nbellesi@climep.com.br

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações