Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

A Influenza nos Estados Unidos e a importância de se vacinar

Atualizado em: 09/03/2018 às 18h00

O rigoroso inverno desse ano trouxe com ele um dos surtos mais severos de Influenza já vistos nos Estados Unidos. Pela primeira vez, praticamente toda a região continental do hemisfério norte tem casos registrados.

Até o momento, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), divulgou 47 mil casos desde o início da estação, o que significa o dobro do número de pessoas infectadas em relação a 2017. Vai viajar para alguma região dos EUA? Então saiba quais os cuidados necessários e a importância da vacina.

Confira alguns números da Influenza nos Estados Unidos

Como dissemos, o vírus da gripe, predominantemente o H3N2, está se espalhando rapidamente pelos EUA. Dos 50 estados americanos, 49 deles estão sendo afetados pela doença, de forma como nunca se viu nos últimos 13 anos.

Os mais vulneráveis são crianças e idosos. Já foram 37 mortes relacionadas ao primeiro grupo e pelo menos seis do segundo.

Apesar dos números divulgados, as autoridades acreditam que os casos podem ser ainda maiores, pois muitas pessoas podem não estar procurando atendimento ou não fizeram os testes que comprovam a presença da doença.

Explicações para o surto

Acredita-se que esse surto de Influenza tenha atingido essas proporções em função da severidade do H3N2.

Isso porque ele se trata de um vírus atípico, que sofre mais mutações em relação à outros e, por isso, é mais difícil de ser prevenido.

A importância de se vacinar

Como você viu, os Estados Unidos estão sob alerta e, por isso, se vai viajar para o País em breve, alguns cuidados são essenciais para que somente as boas lembranças sejam trazidas na bagagem. A primeira delas, sem dúvidas, é a vacinação. Apesar desse vírus ser particularmente perverso por sofrer uma série de mutações, o que pode fazer com que a vacina não tenha total eficácia, a orientação dos governantes é de que todos se imunizem.

Para se ter uma ideia, de 70% a 80% das crianças que faleceram em decorrência da doença não haviam se vacinado. Outro dado interessante é que em anos anteriores, quando houve outros subtipos da Influenza, a vacinação foi eficaz em 40% a 60% dos casos.

Como o vírus, felizmente, não chegou ao Brasil, a vacina não é disponibilizada por aqui. Porém, ao chegar aos Estados Unidos, essa deve ser uma das primeiras providências a se tomar. A indicação é de que isso seja feito já no primeiro dia de chegada.

Outros cuidados importantes

Além da vacinação, outros cuidados podem ser tomados para quem se encontra nos EUA ou está para embarcar. Eles são os mesmos indicados para outros vírus da Influenza presentes em todas as partes do mundo.

Veja quais são:

●lave suas mãos antes de preparar alimentos, comer, tocar os olhos, nariz ou boca e ter contato com objetos de uso coletivo;

●quando tossir ou espirrar, cubra a sua boca e nariz com um lenço ou com o braço;

●não compartilhe objetos como copos, talheres e toalhas;

●sempre que possível higienize as mãos com álcool 70º;

●procure um médico caso apresente sintomas como dor de cabeça, febre, dor muscular e cansaço excessivo. Nosso artigo sobre a Influenza nos Estados Unidos e a importância de se vacinar foi útil para você? Acha que ele pode auxiliar outras pessoas a se prevenirem? Então compartilhe agora mesmo em suas redes sociais!

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações