Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

H1N1: Vírus Já Matou 1.775 Pessoas Este Ano No Brasil, Segundo Ministério

Atualizado em: 03/11/2017 às 18h36

 

Desde o início de 2016 até o dia 13 de agosto, 1.775 pessoas já morreram por H1N1 no Brasil, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Em 2009, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia por esse subtipo de influenza, o Brasil registrou 2.060 mortes por H1N1 ao longo do ano todo.

 

O estado mais afetado foi São Paulo, que teve 737 óbitos por H1N1, seguido por Paraná, com 206 mortes e Rio Grande do Sul, com 182 mortes.

 

No ano passado inteiro, o país registrou 36 mortes por H1N1; em 2014, tinham sido 163 mortes e, em 2013, 768 óbitos pelo vírus.

 

Ao todo, foram notificados 9.635 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1 ao longo de 2016. A SRAG é uma complicação da gripe. Houve ainda 1.080 casos de SRAG por outros tipos de influenza.

 

Além das mortes pela influenza A/H1N1, houve 169 mortes por outros tipos de influenza.

 

Vírus chegou antes do previsto

Este ano, o vírus chegou antes do previsto, atingindo uma população vulnerável por ainda não ter tomado a vacina. Segundo o Ministério da Saúde, 49,9 milhões de pessoas já receberam a vacina de gripe este ano, número que superou a meta de imunizar 80% do público prioritário do país.

 

Especialistas discutem várias hipóteses que podem explicar a antecipação da chegada do vírus, que vão desde fatores climáticos até o aumento de viagens internacionais que podem ter trazido o H1N1 que circulava no hemisfério norte. Mas não há uma explicação definitiva para a chegada precoce do vírus.

 

Veja o número de mortos por H1N1 no Brasil por estado:

Brasil: 1.774

SP: 737

PR: 206

RS: 182

MG: 122

SC: 100

MS: 87

GO: 76

RJ: 65

ES: 44

PA: 26

BA: 26

DF: 18

PE: 15

MT: 14

CE: 13

PB: 11

RN: 7

AL: 7

AC: 5

AM: 4

AP: 4

RO: 2

RR: 1

MA: 1

PI: 1

 

Você poderá encontrar a vacina contra o H1N1 na Climep. Entre em contato conosco para mais informações.

 

Fonte: Bem Estar

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações