Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

GRIPE – COMO É TRANSMITIDA E COMO É POSSÍVEL REDUZIR O RISCO DE CONTÁGIO?

Atualizado em: 17/04/2018 às 15h09

O vírus influenza, agente da gripe, é transmitido pela secreção de vias áreas de indivíduo infectado pelo vírus da gripe.

 

Quando secreção de vias aéreas (nariz, garganta, pulmões) é eliminada – através da respiração, do falar, da tosse, do espirro, do assoar as narinas (sob a forma de spray até mais de um metro de distância) – permanece no ar cerca de um minuto depositando-se sob superfícies.

 

Transmissão ocorre diretamente de pessoa a pessoa e indiretamente através de objetos e dedos de mãos tocando superfícies contaminadas – maçaneta de porta, teclado, mesa, corrimão, comando de TV etc – e olhos, nariz e/ou boca.

 

O recurso mais importante para a prevenção da gripe (influenza) é a vacinação, que protege desde cerca de duas semanas após aplicação até quatro (4) a seis (6) meses depois. A vacinação deve ser atualizada anualmente antes da estação da gripe que se associa ao período mais frio ao sul do País e à estação das chuvas nas regiões Norte e Nordeste.

 

Cuidados higiênicos, como lavar as mãos com água e sabão e/ou com álcool, evitar ambientes mal arejados (fechados e/ou climatizados sem renovação de ar), ambientes com muitas pessoas (reuniões sociais, estudantis), usar produtos (copos, lenços) descartáveis, limpar as superfícies frequentemente com água e sabão e/ou álcool, constituem-se o segundo grupo de recursos para reduzir o risco de infecção.

 

Como se vacinar?

 

Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada, caracterizada pelo início abrupto dos sintomas. A infecção geralmente dura uma semana, porém os sintomas sistêmicos persistem por mais alguns dias, sebretudo a febre.

 

Existem 3 tipos de vírus Influenza: A, B e C. O Influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas. O influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias. Os vírus influenza A são ainda classificados em subtipos de acordo com as proteínas de superfície, hemaglutinina (HA ou H) e neuraminidase (NA ou N). Dentre os subtipos de vírus influenza A, os subtipos A(H1N1) e A(H3N2) circulam atualmente em humanos. Alguns vírus influenza A de origem aviária também podem infectar humanos causando doença grave, como no caso do A (H7N9)

 

Veja onde se vacinar aqui

 

 

NBellesi, médico infectologista e imunoalergologista, CRM-PA 765, RQE 2483 e RQE 5110, nbellesi@climep.com.br

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações