Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

Dia Nacional Do Combate Ao Glaucoma

Atualizado em: 03/11/2017 às 00h01

 

No dia 26 de maio comemora-se o Dia Nacional do Combate ao Glaucoma. Principal causa de cegueira irreversível no mundo, a doença oftalmológica, segundo dados da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, afeta mais de 900 mil brasileiros, podendo este número ser ainda maior, considerando a falta de controle público da doença.

 

Sobre o Glaucoma

O Glaucoma é uma doença que destrói as células da retina e do nervo óptico. Ter a pressão intraocular elevada é um fator de risco para a doença, o que não significa que todos aqueles que apresentarem pressão intraocular alta vão desenvolver glaucoma. Se não for tratado, o Glaucoma pode levar ao dano permanente da retina, diminuindo o campo visual e podendo chegar à visão subnormal ou, até mesmo, à cegueira.

 

Em princípio, o Glaucoma pode surgir em qualquer pessoa, ou seja, não existem grupos de risco. Mas as estatísticas demonstram que alguns grupos têm maior tendência a desenvolver a doença: pessoas de pele negra ou afrodescendentes, diabéticos, hipertensos, míopes e usuários há muito tempo de determinadas medicações, como corticoides, por exemplo, também . Se já houve algum caso de glaucoma na família, a atenção deve ser redobrada.

 

Teste do Olhinho

 

Três em cada cem bebês nascem com alguma alteração do aparelho da visão, um terço das quais com catarata congênita. Sem o teste do olhinho cerca da metade dessas crianças terá o problema visual identificado somente na idade pré-escolar ou escolar, com prejuízos para o resto de suas vidas.

 

O teste do olhinho básico, procedido através da exploração do denominado reflexo vermelho, detecta as doenças oculares congênitas mais frequentes, como o glaucoma.

 

Exame mais abrangente e minucioso constitui-se a consulta oftamológica do bebê que, além do exame do reflexo vermelho, inclui um amplo exame oftalmológico especializado e o mapeamento de retina para os bebês prematuros ou com história de infecções congênitas (sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovirose).

 

O teste do olhinho é um procedimento não invasivo, com duração de cerca de dez minutos, absolutamente inócuo, que pode ser realizado na mesma ocasião dos demais testes de triagem neonatal e das primeiras vacinações.

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações