Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

Com 76 Casos Confirmados Em Dois Meses, Londres Declara Surto De Sarampo

Atualizado em: 02/11/2017 às 23h40

Chefes de saúde pública de Londres estão aconselhando adolescentes e adultos  a confirmarem se realmente foram vacinados contra uma doença que já causou grandes transtornos à humanidade: o sarampo. Estudos identificaram que 50 dos 76 casos já confirmados ocorreram em pessoas com idade entre 15 e 27 anos. O surto repentino é cerca de sete vezes maior do que o normal e coincide com um pico mais amplo em casos do vírus altamente infeccioso em toda a Inglaterra. Com cerca de 87% de crianças protegidas, Londres é a cidade do Reino Unido que tem a menor aceitação da vacina que combate o sarampo. Os responsáveis pela Saúde Pública da Inglaterra informaram que o número de adolescentes sendo infectados é um legado do MMR, estudo realizado pela inglês Andrew Wakefield que publicou um estudo na revista The Lancet, em 1998, sugerindo que a vacina MMR aumentaria o risco do bebê desenvolver autismo. O British Medical Journal (BMJ) mais tarde descreveu a pesquisa como “uma fraude elaborada”.Um jornalista investigativo descobriu em 2011 que os estudos de Wakefield haviam sido falsificados.O estudo de 1998 assustou os pais por vários anos. De 1998 a 2003 milhões de crianças no Reino Unido não receberam as vacinas MMR porque seus pais se recusaram.

 

O diretor de Saúde Pública de Londres, Dr. Yvonne Doyle comentou sobre a atula situação: “Estamos vendo um aumento nos casos de sarampo em toda a cidade, o que poderia ser considerado um surto. Os casos estão sendo confirmados, principalmente em adolescentes e adultos jovens – mas nunca é tarde demais para que eles se vacinem. Aqueles que não receberam duas doses da vacina no passado – ou que estão inseguros – deve falar com o seu médico. Não há nenhum mal em receber uma dose adicional, onde existe alguma incerteza.Os sintomas do sarampo podem incluir sintomas gripais como olhos vermelhos e doloridos, uma temperatura elevada e manchas castanho-avermelhadas na pele. As pessoas que sentirem os sintomas devem procurar atendimento médico imediatamente” destacou.

 

O Reino Unido precisa vacinar 2.000 crianças por mês para cumprir a meta de 95% de imunização estipulada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).  A cidade de Wandsworth tem registrado pelo menos três casos desde fevereiro. A vacina MMR, que também protege contra caxumba e rubéola, é oferecida às crianças na Inglaterra a partir da idade de 12 meses de idade, com uma segunda dose em três anos. O sarampo pode levar a complicações graves e a rubéola pode causar problemas durante a gravidez. O diretor de saúde pública, Houda Al-Sharifi da cidade de Wandsworth comentou que:” o sarampo é uma doença muito séria.Em alguns casos o caso de sarampo evolui e se torna pneumonia e encefalite (inflamação do cérebro). Nunca é tarde demais para começar a vacinação, ou seja, a prevenção. ”

 

 

É considerado imunizado quem apresenta IgG+ para o vírus do sarampo (através do exame de sangue), ou que tenha recebido duas (2) doses da vacina durante a vida. Pra ter certeza de que esta imune deve-se guardar o cartão de vacinação com os registros de duas vacinações. Quem não tem registros deve repetir a vacinação.

 

O Brasil e os demais países das Américas são considerados livres do sarampo (e também da rubéola – que causava tantos estragos como se supõe que o vírus zika possa também ocasionar). Todavia são recorrentes os casos em que pessoas de outros países chegam infectadas pelo vírus do sarampo dando origem a surtos, o último grande no Brasil atingiu cerca de mil crianças e adultos no Nordeste e foi controlado no ano passado através da vacinação de quase um milhão de pessoas.

 

Quem não tem registro das vacinações deve receber as vacinas disponíveis no SUS e na CLIMEP. A vacina de sarampo vem combinada com as vacinas de rubéola e caxumba (papeira) na mesma injeção e é muito segura.

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações