Aperte “Enter” para pesquisar

Artigos

Brasil deve ter 600 mil novos casos de câncer por ano em 2018 e 2019

Atualizado em: 02/03/2018 às 14h07

No último dia 02 de fevereiro de 2018, o INCA (Instituto Nacional do Câncer) divulgou a publicação Estimativa 2018 – Incidência de Câncer no Brasil, um estudo detalhado que traz o panorama atual da incidência de câncer no país, fazendo estimativas para o biênio 2018-2019 e abordando os principais tipos existentes no Brasil, como o câncer de pele e o câncer de colo do útero.

Na análise feita, foi levantado que em cada ano vão aparecer cerca de 600 mil novos casos de câncer, um dado realmente alarmante que chama a atenção da população para os cuidados necessários que diminuem os riscos de adquirir os principais tipos.

 

Análise: percentual de cada tipo de câncer por sexo

 

O estudo conseguiu mapear os principais tipos de câncer que vão afetar tanto homens como mulheres nesses próximos anos. Veja abaixo o percentual que cada um vai representar agora em 2018, dividindo por sexo:

 

Câncer no Homens

Próstata – 31,7%
Traqueia, brônquio e pulmão – 8,7%
Cólon e Reto – 8,1%
Estômago – 6,3%
Cavidade Oral – 5,2%

 

Câncer nas Mulheres

Mama – 29,5%
Cólon e Reto – 9,4%
Colo e útero – 8,1%
Traqueia, brônquio e pulmão – 6,2%
Tireoide – 4%

 

Número de casos de câncer de colo do útero preocupa

 

Tratando de forma mais específica do câncer de colo do útero, a estimativa do INCA levanta que serão 16.370 novos casos tanto em 2018 como em 2019. No geral, entre os tipos de câncer que mais incidem nas mulheres, ele fica em 3º lugar, ficando atrás apenas do câncer de mama (59.700 novos casos em cada ano) e do câncer de cólon e reto (17.380 novos casos em cada ano).

Mas na Região Norte do Brasil, ele é o primeiro mais incidente, atingindo cerca de 25 em cada 100 mil mulheres.

Analisando esse cenário, fica claro que a prevenção desse tipo de câncer deve ser tratado como prioridade da agenda de saúde, não só de cada pessoa mas também do país. E a melhor forma de prevenção é com a vacinação contra o HPV.

 

Vacinação é o principal meio de prevenção contra o câncer de colo do útero

 

O Papiloma Vírus Humano, também conhecido como HPV, está relacionado diretamente com o contágio do câncer de colo do útero. A sua transmissão ocorre quase que em sua totalidade através da via sexual. Por esse motivo, o uso dos preservativos durante a relação sexual é fundamental para aumentar a proteção. Mas a vacina ainda é a melhor forma de prevenção.

Entre os 13 tipos existentes de HPV, são os subtipos 16 e 18 que causam cerca de 70% dos casos de câncer do colo de útero (segundo dados do próprio INCA). A vacina tetravalente, que protege contra os subtipos 6, 11 e também os 16 e 18 já está implementada no calendário de vacinação desde 2014 para as meninas da faixa etária de 9 a 14 anos.

Em dezembro de 2017, uma nova versão da vacina contra HPV foi registrada pela Anvisa. Essa é uma ótima notícia para conseguir ampliar o nível de prevenção não só contra o câncer de colo do útero mas também de outras doenças causadas pelo vírus.

Se notou a importância de cuidar o quanto antes da sua saúde e prevenir ao máximo as chances de contrair o câncer de colo do útero, entre em contato o quanto antes com a clínica mais experiente do mercado, pronta para atender você com toda comodidade e conforto que precisa.

Compartilhar
FacebookTwitterGoogle+EmailWhatsApp

Ligamos para Você








Atendimento por Whatsapp









Atendimento por Email









Consulte Preços








Assine nossa Newsletter




Receber Mais Informações